São José do Rio Claro (MT), 31 de julho de 2021 - 21:32

? ºC São José do Rio Claro - MT

Policial

LISLAINE DOS ANJOS / MIDIA NEWS 23/06/2021 09:40

Sesp quer vencer bandidos pelo cansaço: "Eles não trocam equipe"

O secretário de Estado de Segurança, Alexandre Bustamante, afirmou que a polícia acredita que "vencerá pelo cansaço" os criminosos que aterrorizaram Nova Bandeirantes (a 1.010 km de Cuiabá) há duas semanas, durante assalto a duas cooperativas de crédito da cidade.

Cerca de 120 homens trabalham na região em barreiras e no rastreamento da área de mata onde o bando se escondeu desde o dia do crime, no dia 4 de junho. Um helicóptero também é usado para varrer a localidade.

 “Na outra operação que teve na região Norte, em 2013, foram 35 dias de busca e conseguimos segurar todos. Agora, estamos no prazo normal, porque daqui a pouco eles começam a ter problema de alimentação, precisam ter apoio”, afirmou Bustamante.

 Até o momento, seis homens já morreram em confrontos com os policiais. Pelo menos outros seis seguem sendo procurados na área. Além disso, a Polícia Civil apura o envolvimento de mais gente no apoio e ramificações da quadrilha.

 

 “A gente faz uma escala e vai trocando a nossa equipe, pegamos policiais descansados e fazemos troca de turno, todos se alimentam. Bandidos não têm troca de equipe”, disse.

 “Enquanto isso, a gente mantém as barreiras, as investigações e o rastreamento no mapa”, acrescentou.

 Ao todo, os policiais já recuperaram cerca de R$ 252 mil do dinheiro levado pelo bando. As cooperativas não informaram o total levado, mas a Polícia suspeita que tenham roubado cerca de R$ 750 mil.

 Bustamante disse acreditar que, ao final das buscas, terão recuperado 100% do dinheiro roubado e apreendido o armamento usado pelos bandidos.

 “É um pouco demorado, mas está dando os resultados dentro da expectativa. Esperamos trazer às barras da Justiça as pessoas que cometeram o assalto”, afirmou.

 Novo cangaço

 O crime ocorreu n o dia 4 deste mês e assustou moradores. O bando fortemente armado fez diversos reféns e atirou em direção a testemunhas.

 A modalidade do crime, denominado “Novo Cangaço”, não ocorria desde 2012 em Mato Grosso.

 Conforme o secretário, trata-se de uma modalidade que requer planejamento e apoio de pessoas da região. No entanto, ele não crê no retorno desse tipo de crime no Estado e trata o caso como um “fato isolado”

 “Havia mais de 10 anos que esse tipo de crime não acontecia e eu acredito que vamos passar mais alguns anos sem acontecer. Foi um acontecimento isolado”, disse.

 “Não vai mais acontecer aqui, porque a resposta do Estado vai ser à altura da ação criminosa. Vamos apertar o cerco aqui e eles vão correr para outro canto”, completou.


Mega Notícias

Mega Notícias tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo