São José do Rio Claro (MT), 03 de junho de 2020 - 04:50

? ºC São José do Rio Claro - MT

Política

15/05/2020 16:23

Após 10 anos, Estado retoma obra e passa a atrair grandes empresas

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), em parceria com a Prefeitura Municipal de Várzea Grande, assinou nesta sexta-feira (15.05) a ordem de serviço para a construção do Centro de Inovação do Parque Tecnológico de Mato Grosso, em Várzea Grande.

O projeto da obra estava parado há mais de 10 anos. O Centro de Inovação já possui 18 empresas interessadas em se instalar no local, que possui 80 hectares, sendo  que 16 deles serão voltados para instituições públicas, empresas âncoras e startups, e mais 64 hectares voltados à instalação de empresas e organizações, privadas que estejam alinhadas com os eixos estratégicos do Parque Tecnológico.

"Investir em tecnologia é investir no futuro. Não é possível imaginar qualquer atividade hoje que não passe pela tecnologia. O nosso estado tem grande potencialidade no agronegócio e em tantas outras áreas. Investir em tecnologia é agregar valor, criar oportunidades, empregos, dentro de uma tendência que o mundo tem de cada vez mais incorporar a tecnologia aos processos", afirmou o governador Mauro Mendes.

O governador explicou que a intenção é atrair empresas de diversas partes do país e do mundo, de forma a agregar valor à mão de obra e à produção do estado, que poderá dobrar ou até mesmo triplicar nos próximos anos.

 "O Governo, quando dá ordem de serviço, tem não só o orçamento alocado, mas o dinheiro preparado e guardado para que a empresa faça sua parte e receba literalmente em dia. Com isso, acreditamos que o empreendedor terá todas as condições. Nenhuma obra na nossa administração foi paralisada por falta de pagamento. E, se Deus quiser, continuará dessa forma", garantiu.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato, relatou que o Centro de  Inovação custará R$ 8,7 milhões.

"Agora será permitido que a obra saia finalmente do papel e entregue daqui a dois anos. Será um ambiente voltado à criação, desenvolvimento, disponibilização de soluções tecnológicas e atração de empresas inovadoras ao mercado", destacou.

Para o senador Jayme Campos, a ordem de serviço representa mais um presente para Várzea Grande e para Mato Grosso.

"Mato Grosso precisa disso para avançar na área de tecnologia e pesquisa no agronegócio, e nas outras áreas essenciais. O seu Governo tem demonstrado compromisso com a sociedade mato-grossense. Vínhamos numa situação muito ruim e esse Governo, mesmo com as dificuldades, tem feito render os recursos públicos, fazendo estradas, unidades de Saúde e investimento na Segurança Pública", sublinhou.

Também participaram do ato: Mauro Carvalho, secretário da Casa Civil; Lucimar Campos, prefeita de Várzea Grande; Stephano Carmo, secretário adjunto de Educação Profissional Superior da Seciteci; Djalma Fernandes, secretário adjunto de Administração da Seciteci; Prof. Rodrigo Bruno, reitor da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat); Prof. Adriano Silva, presidente da Fapemat;  Luiz Renato de Barros Bambirra, da BK Construtora (responsável pela obra); Lecticia Figueiredo, Superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação da Seciteci e o Prof. Rogério Santos, coordenador do Parque Tecnológico.


Mega Notícias

Mega Notícias tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo