São José do Rio Claro (MT), 06 de abril de 2020 - 02:16

? ºC São José do Rio Claro - MT

Política

13/03/2020 09:03

Procurador disputa novamente Senado e cita “cenário favorável”

O procurador da Fazenda Nacional Mauro César Lara de Barros, conhecido como Procurador Mauro (PSOL), confirmou que disputará novamente o Senado, desta vez na eleição suplementar que ocorrerá em 26 de abril.

Em 2018, Lara disputou o cargo e terminou em sexto lugar, com 226 mil votos.

 “Eu tinha uma decisão que, por questão pessoal e profissional, não seria candidato em 2020, nas eleições para prefeito. Mas esta eleição é um fato novo. A decisão do TSE foi em dezembro e a convocação em janeiro gerou um cenário que poucos acreditavam que teríamos”, disse ele em conversa com a imprensa, na noite desta quinta-feira (12), durante a convenção do PSOL.

 “E esta é uma eleição que não deixa de ser uma continuação da eleição de 2018, na qual eu fui candidato a senador. Tivemos 226 mil votos, em uma campanha pequena, com poucos recursos, pouco tempo de televisão. Mas tivemos uma votação expressiva”, acrescentou.

 Lara afirmou que o cenário atual favorece a sua candidatura. Isso porque, com diversos candidatos, os votos devem ser pulverizados.

 “Acredito que a conjuntura traz um cenário que nos favorece. Mesmo com o PT tendo candidato. É um risco [a divisão de votos], mas vai ser uma eleição em que os votos estarão divididos. Isso torna a eleição muito dividida e com isso nossas chances aumentam”, afirmou.

 Sem polarização

 O procurador da Fazenda disse, ainda, que lutará contra uma eventual polarização entre PT e Bolsonaristas, como ocorreu no pleito de 2018.

 Nesta eleição, terá que enfrentar Valdir Barranco, que terá a presença de Luiz Inácio Lula da Silva, e a tenente-coronel Rúbia Fernanda Santos, que contará com Jair Bolsonaro.

 “Vamos trabalhar contra essa polarização. Quem acompanha nossa carreira política no Estado, sabem que não sou favorável ao Bolsonaro, mas também não sou ao PT. Começamos a criticar o PT desde a fundação do PSOL aqui no Estado”, disse.

 “Então, vamos fugir dessa polarização. Nossa candidatura é do povo, não dessas que estão aqui, que defendem interesses comerciais. Não vamos entrar nessa polarização. Será uma campanha curta e o foco é que precisamos de representantes que defendem o interesse do povo. Chega de representantes que defendem apenas interesses da elite”, completou.

 Os dois suplentes da chapa de Mauro César Lara devem sair do próprio PSOL. Ainda não há decisão.


Mega Notícias

Mega Notícias tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo