São José do Rio Claro (MT), 25 de junho de 2021 - 01:32

? ºC São José do Rio Claro - MT

Esportes

31/05/2021 22:15

Com apenas três jogos, Valentim já foi demitido por atritos com dono de time

Uma reportagem do Globo Esporte de agosto de 2018 mostra que o técnico Alberto Valentim, demitido no último sábado (29), do comando do Cuiabá, teve uma passagem meteórica pelo Pyramidis, do Egito.

Foram apenas três partidas e Valentim foi demitido por conta de atritos com o presidente do clube, o xeque árabe Turki Al-Sheikh, que estava irritado com o desempenho da equipe e também pela recusa do treinador não acatar ordens de barrar certos jogadores, situação semelhante com a que aconteceu com os dirigentes do Cuiabá.

O vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch, explicou, na manhã desta segunda-feira (31), de forma mais detalhada, os motivos que levaram a Diretoria do Dourado demitir Alberto Valentim do comando do clube, no último sábado (29), após um empate em 2 a 2 com o Juventude/RS, na estreia da Série A.

Segundo o dirigente, o time não tinha um padrão de jogo, não tinha uma cara. 

“Estamos disputando a melhor competição do Brasil e o Cuiabá estava com cara que não ia dar certo. Sobre o novo técnico, já estamos conversando. Vamos fazer com muita convicção, com paciência”, observou Dresch.

Na fala abaixo, ele relatou que o time tinha tudo para não dar certo se continuasse com o treinador.

“Há algum tempo já vínhamos insatisfeitos com a produção da equipe dentro de campo, com a falta de um melhor futebol apresentado e de uma mecânica melhor de jogo, e não acreditamos que teria uma melhora em pouco tempo. Foi um equívoco a contratação, não tem como usar outra palavra em um trabalho com menos de 60 dias. Erramos. Foi uma contratação feita em consenso, mas equivocada. A história do Cuiabá fala mais do que qualquer tipo de acontecimento. Nada foi feito aleatoriamente. O time não tinha padrão de jogo nenhum, não tinha uma cara. Estamos disputando a melhor competição do Brasil e o Cuiabá estava com cara que não ia dar certo. Sobre o novo técnico, já estamos conversando. Vamos fazer com muita convicção, com paciência. Queremos um treinador que conheça a Série A. Vamos analisar o mercado com calma para não ter mais problema. O Cuiabá nunca teve um treinador que ficou menos de 60 dias como foi o Alberto. E tenho certeza que o próximo vai ficar mais.”


Mega Notícias

Mega Notícias tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece.

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo